23 setembro 2011

A soma da felicidade

No geral, para qualquer pessoa que tenha muito pouco, em relação a bens materiais, qualquer pouco pode lhe fazer feliz. Já, no geral, para quem tem muito, é necessário muito mais, do que a primeira pessoa, para lhe fazer feliz. 

Isso é uma psicologia bem difundida. Nós somos assim. Quando eu era criança, qualquer coisa que ganhava ficava extremamente feliz, pois não tínhamos muito. Quando nossa situação melhorou um pouco, já fiquei mais exigente... Uma pequena diferença aconteceu comigo, que mesmo melhorando um pouco de vida, continuei dando valor para as coisas mais simples, talvez uma herança daqueles tempos. 

Mas, voltando ao assunto, a mesma analogia se faz para coisas não materiais, coisas mais abstratas, como sentimentos, momentos difíceis causados por transtornos diversos em relação, por exemplo, ao trabalho, estudo, saúde ou relacionamentos. Em uma fase ruim da nossa vida, qualquer boa notícia pode trazer maior felicidade do que se estivéssemos em um bom momento. Acho que isso é verdade para a maioria das pessoas. Mas será mesmo?

Pode ser que a pessoa seria mais feliz quando recebesse uma boa notícia em um bom momento de sua vida. Aliás, essa é a minha teoria.

Mas será que podemos medir isso? Medir a felicidade? Você pode argumentar, corretamente, que é difícil medir a felicidade de alguém, que é algo muito complexo, que depende de cada pessoa, e nesse caso depende do tipo de notícia que a pessoa iria receber, etc.

Vamos utilizar, como dito antes, uma notícia boa como uma variável. Supomos que essa notícia seja a mesma e que a pessoa também, apenas a fase da vida dela será diferente (uma ruim e uma boa). E supomos que fizemos esta medição com milhares de pessoas e tiramos uma média da felicidade global de todos, nos dois momentos: um momento ruim e um momento bom na vida desta pessoa. Então, em qual momento esta pessoa seria mais feliz?

O motivo de eu ter essa teoria é o seguinte: Felicidade momentânea causada por uma notícia boa em um momento ruim vai apenas amenizar a tristeza (ou falta de felicidade) em que esta pessoa está passando. Se somarmos a felicidade positiva (da notícia) com a negativa (do momento ruim) então boa parte da felicidade se anula. Já no momento bom, se somarmos a felicidade da notícia (positiva), que neste caso é menor em amplitude (porque no momento ruim a boa notícia faz a felicidade ser maior, como foi discutido anteriormente) com a felicidade (positiva) do momento, as duas felicidades se somam. Mas será que a amplitude da felicidade da notícia no momento ruim não compensa? Não sei. Por isso que falei que é a minha teoria. Seria necessário realizar o teste proposto anteriormente e achar um jeito confiável de medir a felicidade em cada situação para termos certeza.

Mas mesmo assim, o Intituto Gallup fez uma pesquisa constituída de entrevistas realizadas entre 2005 e 2009 e concluiu que o Brasil é o 12º país mais feliz do mundo.

Primeiro eles pediram aos voluntários para analisar sobre a satisfação geral com suas vidas e, em seguida, fizeram perguntas sobre como cada sujeito se sentiu no dia anterior. As perguntas levavam a classificar os entrevistados em três graus de satisfação, indo da felicidade ao sofrimento. As respostas permitiram aos pesquisadores avaliarem os níveis de satisfação de cada país.

Os pesquisadores "chegaram à conclusão que a resposta no que diz respeito à satisfação geral estão relacionadas com a riqueza do país. Mas, no que diz respeito ao passado recente, ela reflete mais a satisfação das necessidades psicológicas e sociais, e não necessariamente o bem estar econômico. 

Veja o ranking dos países mais felizes e os mais infelizes do mundo:

Felizes:

1º. Dinamarca (Europa)
2º. Finlândia (Europa)
3º. Noruega (Europa)
4º. Suécia (Europa)
5º. Holanda (Europa)
6º. Costa Rica (Ámerica Central)
7º. Nova Zelândia (Oceania)
8º. Canadá (Ámerica do Norte)
9º. Israel (Ásia)
10º. Suiça (Europa)
12º. Brasil (Ámerica do Sul)

Infelizes:

1º. Togo (África)
2º. Burundi (África)
3º. Comores (África)
4º. Camboja (Ásia)
5º. Serra Leoa (África)
6º. Burkina Faso (África)
7º. Ruanda (África)
8º. Níger (África)
9º. Haiti (Ámerica Central)
10º. Benin (África)

Fonte: Gallup 


4 comentários:

  1. Fato não se tem como medir a felicidade... Se a gente soubesse tudo sobre a vida não teria graça vivê-la, cada dia é uma caixinha de surpresas.

    ResponderExcluir
  2. Cara, altas somas e subtrações da felicidade!hehehe
    Como disse o Paulinho, complicado mesmo medir, o importante é saber que a felicidade é um sentimento intrínseco e mesmo os que tem pouco, como você mesmo citou, podem alcançá-la. No fim,o que conta mesmo, acho que é olhar pra você mesmo e poder dizer que fez o melhor e tirou o que há mais produtivo das situações da tua vida, acho que isso não têm preço! Abraço

    ResponderExcluir
  3. O Comentário de cima é do Paulão ehheeh se fosse o Paulinho tinha metido o pau heheheeh

    ResponderExcluir
  4. Quantificar a felicidade não é uma tarefa fácil. Pesquisadores da World Gallup fizeram um levantamento em 155 países, entre 2005 e 2009, a fim de medir dois tipos de bem-estar. Primeiro, eles pediram aos voluntários para analisar sobre a satisfação geral com suas vidas, e em seguida, fizeram perguntas sobre como cada sujeito se sentiu no dia anterior. Essas respostas permitiram aos pesquisadores avaliarem os níveis de satisfação em cada País. Abaixo o Top 10:

    Felizes:

    1º. Dinamarca (Europa)
    2º. Finlândia (Europa)
    3º. Noruega (Europa)
    4º. Suécia (Europa)
    5º. Holanda (Europa)
    6º. Costa Rica (Ámerica Central)
    7º. Nova Zelândia (Oceania)
    8º. Canadá (Ámerica do Norte)
    9º. Israel (Ásia)
    10º. Suiça (Europa)
    12º. Brasil (Ámerica do Sul)

    Infelizes:

    1º. Togo (África)
    2º. Burundi (África)
    3º. Comores (África)
    4º. Camboja (Ásia)
    5º. Serra Leoa (África)
    6º. Burkina Faso (África)
    7º. Ruanda (África)
    8º. Níger (África)
    9º. Haiti (Ámerica Central)
    10º. Benin (África)

    Fonte: Gallup

    Da pra ver no G1 também.
    http://g1.globo.com/economia-e-negocios/noticia/2010/07/brasil-e-12-pais-mais-feliz-do-mundo-segundo-pesquisa.html

    ResponderExcluir

Comente o que achou da postagem ou conte-nos algo!