04 janeiro 2011

Refrigerante e Alienação Popular

Todo mundo no Ocidente tomou ou conhece alguem que toma refrigerante. Isso é certeza, porque até nos países mais pobres essa industria chega com força; muitas vezes com mais força que industrias de remédio ou alimentos. Em Angola por exemplo, enquanto 37% da população vive abaixo da linha da pobreza e a espectativa de vida média é de 42,7 anos, industrias de refrigerante são inauguradas. Só esta noticia, clique aqui, diz que foram investidos 40 milhoes de USD (que dá aproximadamente 67 milhões de reais) na instalação de uma industria de refrigerantes em Luanda, onde irá produzir 200 milhoes de litros por ano. Pra que leite se tem refrigerante? Veja como o governo de elite, a minoria, se preocupa com os famintos, que são a maioria...

Quem ganha com os refrigerantes? São os donos das industrias, das distribuidoras, da midia que faz a propaganda, do comércio que os vende e o governo que ganha em impostos. E o que a população ganha com a industria de refrigerantes? Tirando alguns miseros empregos, porque é tudo mecanizado, nada! E pior, perde muito, e muitas vezes é em massa óssea... Isso porque alguns refrigerantes (principalmente os de cola) contém ácido fosfórico que induz a perda de cálcio e fósforo, que é eliminado na urina e principalmente nas fezes. Dessa forma perde-se sais minerais essenciais para a formação de massa óssea. E na falta de calcio no sangue é aos ossos que o corpo recorre, diminuindo a resistencia desse órgão e propiciando futuramente doenças como a osteoporose. Tambem o elevado nível de sais minerais na urina aumenta as chances de desenvolver calculos renais. Os altos níveis de glicose, frutose e cafeína provocam a redução do nível de potassio no sangue, o que provoca debilidade muscular, palpitações (transtornos do ritmo cardíaco) e enjoos. Em casos extremos esses transtornos podem até matar.
O que é o refrigerante? Refrigerante nada mais é do que agua gaseificada, um monte de açucar, algum extrato natural (a minoria), corante(s), aromatizante(s) e acidulante(s). Essas três últimas são bem conhecidas pelo risco mutagênico (cancerígêno)]. Então vem a pergunta: se são substâncias perigosas então porque a ANVISA e outros orgão permitem seu uso? Porque os níveis dessas substâncias são negociados entre a industria de refrigerante, muito forte por sinal, e os orgãos reguladores. Muitas substâncias são liberadas, em certas quantidades ditas seguras, mas sem levar em consideração outras substancias presentes na mesma fórmula, sendo talvez, a soma dos dois, perigosa. 
Outra coisa é que são substâncias que se acumulam no organismo, e a soma de corantes/aromatizantes/acidulantes  de outros alimentos ajudam na acumulação de quantidades que começam a ficar perigosas. 

Mas então porque tomamos refrigerante? Porque alguem inventou, gastam milhoes em propaganda, está á venda em todo lugar e todo mundo toma. Parece que é dificil para a maioria das pessoas ir contra o pensamento da própria maioria. Se todo mundo toma então é bom! Não deve fazer mal! Isso é coisa do Efeito Manada! Mas tambem é mais fácil comprar um refrigerante do que preparar um suco natural. E é mais barato. Pensando desse modo dá pra entender o que minha mãe queria dizer quando falava "a preguiça mata mesmo", só que nesse caso é lentamente.
Na verdade as pessoas tomam porque foram alienadas. Nem se perguntam porque tomam! Tem gente que nunca parou para pensar no assunto! Isso é alienação das bravas!

E como a industria de refrigerantes aliena a população ? Através das grandes midias populares. Um grande motivo para não aparecer programas falando sobre os maleficios dos refrigerantes nestes canais... Se alguem disser que toma refrigerante porque é melhor do que um suco natural, por exemplo, então a industria alcançou seu maior objetivo, que é incutir na mente da população qualquer pensamento que os faça se entupir de refrigerantes.
É curioso observar, por exemplo, como as industrias Coca-Cola Company gastam milhoes em marketing para associar seu produto principal, a Coca-Cola, com o Natal. Sentimentalmente até hoje gosto de ver os caminhões da Coca cheio de luzes na propaganda. Isso fez parte da minha infância, e é justamente esse o objetivo: doutrinar as pessoas desde a infancia para criar uma sociedade de consumidores de Coca-Cola. Outra associação forte é com saúde e principalmente esportes radicais: tentando pegar o publico que ainda tem ossos fortes, os jovens!

O empenho é tanto que no site oficial da Coca-Cola tem uma pagina para desmentir mitos. O principal mito "desmentido" é do spam a seguir, que circula na internet. Já devo avisar que ele é meio forçado, foi escrito especialmente para assustar as pessoas, mas tirando o sensacionalismo, está mais correto do que errado. É o que conclui uma série de especialistas procurados pela matéria do SRDZ para analisar os comentarios do site da Coca Cola Brasil. Primeiro veja a seguir o spam original: 

O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ACABA DE BEBER UMA LATA DE REFRIGERANTE

Primeiros 10 minutos:

10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente. Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.

20 minutos:

O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina. O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura (É muito para este momento em particular).

40 minutos:

A absorção de cafeína está completa. Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar na corrente. Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.

45 minutos:

O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. (Fisicamente, funciona como com a heroína..)

50 minutos:

O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina, ou seja, está urinando seus ossos, uma das causas das OSTEOPOROSE.

60 minutos:

As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina. Agora é garantido que porá para fora cálcio, magnésio e zinco, os quais seus ossos precisariam... Conforme a onda abaixa você sofrerá um choque de açúcar.

Ficará irritadiço. Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante, mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas das quais farão falta ao seu organismo.

Pense nisso antes de beber refrigerantes. Se não puder evitá-los, modere sua ingestão! Prefira sucos naturais.

Seu corpo agradece!

Agora veja o que a Coca-Cola fala sobre alguns trechos do spam e depois os comentarios de especialistas sobre a explicação. O texto foi reproduzido na íntegra da relportagem do site SRZD, clique aqui para ver. 
Após 10 minutos: 10 colheres de chá de açúcar entram no seu corpo, 100% do recomendado diariamente(...)

(...) O spam afirma erradamente que a quantidade de açúcar na Coca-Cola atende a 100% do recomendado diariamente. Na verdade, atende a 12% das necessidades diárias de carboidratos. A informação nutricional no rótulo dos produtos da Coca-Cola Brasil, em atendimento à legislação vigente, permite ao consumidor fazer esta avaliação. Para referência, o suco de laranja natural contém aproximadamente a mesma quantidade de açúcar (11% a 12%) que um refrigerante. Já um suco de uva contém mais açúcar (14% a 16%)

"Não se compara um suco de frutas a uma lata de Coca-Cola. A Coca não é fonte de vitaminas e minerais como as frutas. O caso da uva é ainda mais especial, porque ela tem um composto fenólico que exerce atividade anti-oxidante no organismo. A uva protege o corpo", afirma Maria de Lourdes Giada, doutora em Ciência dos Alimentos do Departamento de Nutrição Básica e Experimental do Instituto de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

"Não acredito que um copo de suco de laranja natural tenha a mesma quantidade de açúcar que uma lata de Coca-Cola. Onde eles acharam essa laranja que é tão doce? Se você adicionar algumas colheres de açúcar no seu suco, aí sim. E a porcentagem de açúcar nas frutas não é fixa, ela varia até entre frutas do mesmo pé. Mas digamos que você faça um suco com as laranjas mais doces do mundo. Você vai tomar dois litros desse suco em um dia, como é comum fazer com a Coca-Cola?", diz Orlando Moraes, doutor em Química, ex-chefe do Departamento de Análise de Alimentos do Instituto Nacional de Controle de Qualidade da Fundação Oswaldo Cruz. Dá aulas de Bromatologia no Instituto de Nutrição da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

Após 60 minutos: O ácido fosfórico leva cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso. (...) Agora é hora de evacuar magnésio, zinco e cálcio, que estavam reservados para os seus ossos, assim como água, sódio e eletrólitos (...) Toda a água daquela Coca já foi eliminada pelo seu organismo, levando consigo nutrientes vitais para a hidratação dos seus tecidos e fortalecimento de ossos e dentes.

O ácido fosfórico não causa a perda de cálcio e outros minerais. Funciona como fonte de fósforo, necessário para o organismo. As quantidades de fósforo em refrigerantes de cola são muito inferiores à ingestão diária recomendada considerando-se um consumo moderado. Uma lata de refrigerante de cola contém cerca de 60 mg de fósforo, proveniente do ácido fosfórico

"Uma vez ingerido, o ácido fosfórico reage com o cálcio, formando o fosfato de cálcio, que é sólido e insolúvel. Por ser insolúvel, ele não pode mais ser absorvido pelo organismo, e acaba sendo excretado nas fezes. Ou seja, o ácido fosfórico causa sim a perda de cálcio, o que pode contribuir para um agravamento ou aumento da predisposição à osteoporose, comum em mulheres e idosos", avaliar Orlando Moraes.

"Além de estudos mostrarem que a o ácido fosfórico compromete a absorção de cálcio por precipitar o composto fosfato de cálcio, o mesmo pode acontecer com o magnésio. Quando reage com o ácido fosfórico, o magnésio forma fosfato de magnésio, que é um sal e tampouco pode ser absorvido pelo organismo. Os minerais precisam estar livres na forma de íons para serem absorvidos pelo corpo", afirma Maria de Lourdes Giada, doutora em Ciência dos Alimentos do Departamento de Nutrição Básica e Experimental do Instituto de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

"As bebidas cafeinadas (café, mate, chá preto, Coca-Cola), quando consumidas nas grandes refeições (almoço e jantar) reduzem a absorção de ferro de origem vegetal, encontrado nos vegetais verde-escuros e nos feijões, podendo acarretar ou agravar anemia ferropriva. Uma absorção menor do cálcio , provocada pelo ácido fosfórico, compromete o crescimento e manutenção dos ossos"", dia Maria Lúcia Teixeira Polônio, nutricionista e professora da disciplina "Nutrição materno-infantil" da Unirio.

Cárie, gastrite, alergias e câncer.

Embora a Coca diga no site que o ácido fosfórico não passa de uma fonte rica de fósforo, os especialistas alertam para outros efeitos nocivos da substância: o aumento de acidez na boca e no estômago, que pode provocar cáries, gastrites e, em últimos casos, úlceras. Segundo Lúcia Polônio, as bebidas cafeinadas já aumentam, por si só, a produção de ácido clorídrico no tubo digestivo. Lourdes Giada completa que o gás dos refrigerantes, o dióxido de carbono, também contribui para o aumento da acidez no estômago. "As pessoas não têm idéia de como a Coca-Cola é ácida. Algumas até tomam um copo assim que acordam, de estômago vazio. Estão se predispondo a desenvolver gastrites e úlceras no futuro", alerta Orlando Moraes.

Ele também diz que está crescendo a incidência de casos de crianças que desenvolvem alergias a corantes: "Nesse caso, refrigerantes com corantes amarelos e vermelhos são os piores". Lúcia concorda: "Já existem estudos que provam que corantes artificiais em altas doses podem reduzir a imunidade e aumentar o risco de câncer", explica a professora de nutrição infantil da Unirio.

O que fazer?

"Que fique claro que qualquer refrigerante faz mal. O problema da Coca-Cola é o ácido fosfórico", afirma Moraes. Para a nutricionista Lourdes Giada, o refrigerante é totalmente dispensável – mas caso seja consumido como uma "permissão de final de semana" – está liberado. "O ideal é não passar de uma lata por semana. O melhor seria de 15 em 15 dias".

Lúcia já é mais radical: "Assim como a indústria de cigarros não pode mais se defender dos riscos provocados pelo tabaco, a multinacional Coca-Cola deve aceitar as evidências de que essa bebida não é saudável, não devendo ser defendida sob o ponto de vista nutricional", afirma. E vai mais longe na questão: "Como profissional de saúde defendo uma alimentação saudável e o consumo de água e sucos de frutas naturais, ricos em vitaminas, minerais e fibras, substâncias importantes para a promoção da saúde e que contribuem para a redução de doenças. Vamos comprar as hortaliças e frutas produzidas em nosso país, defender uma agricultura sustentável. Não devemos aceitar um comportamento alimentar globalizado".

O SRZD procurou a Coca Cola Brasil, que prometeu consultar órgãos científicos e dar uma resposta nos próximos dias.



Ps: Aposto que quem gosta de tomar Coca-Cola (ou outro refrigerante) não vai nem pensar em diminuir o consumo. Alienação e doutrinação causam isso: dependencia fisica e psicológia. Mesma coisa que sempre aconteceu com o cigarro e outras drogas licitas ou ilicitas...

3 comentários:

  1. E você, Fê, toma refrigerante?

    ResponderExcluir
  2. Quase nunca, não gosto, sou viciado em sucos, gosto dos vícios mais saudáveis ehheheh E você, toma?

    ResponderExcluir
  3. A Coca cola, vicia, e não quero ter vicios nocivos a minha saúde, nada de química. Procure metodos naturais. O nosso Pais tem diversidade de frutas gostosíssimas. Tente mudar os seu hábitos para ter uma vida melhor.

    ResponderExcluir

Comente o que achou da postagem ou conte-nos algo!