21 novembro 2010

Diálogo moderno

Minha familia tem um restaurante. As vezes ajudo no caixa, atendendo o telefone e cobrando. Certa noite recebi uma ligação... Sabe como é essa geração Millenium! Afobada e ansiosa. Tambem não é para menos, com o advento da internet somos bombardeados com informação o tempo todo, acontece algo la na Conchinchina e instantaneamente todos ja estão comentando no Twitter, ja tem comunidade no Orkut, ja saiu no Uol...

Pois bem, certa noite atendi a ligação de um adolescente (percebi pela voz), provavelmente do tipo Millenium, ou geração Y (tanto faz); o diálogo foi o seguinte:

-Restaurante Wons, boa noite!
-Vocês fazem entrega?
-Sim, fazemos.
-Eu quero uma pizza e uma Coca dois litros.
-Qual sabor a pizza?
-Moda da casa. Você pode mandar aqui em casa?
-Qual o endereço da sua casa, por gentileza?
-Sou eu, você pode mandar aqui em casa?
-Eu quem?
-Seu pai sabe onde eu moro.
-Então você pode passar seu nome para eu pegar seu endereço com ele...
-Eu moro aqui na baixada.
-Que baixada? 
-Depois do quebra-mola!
-Tem vários quebra-molas...
-Aqui, uma quadra depois da oficina...
-Qual o nome da oficina?
-É uma oficina de caminhão, trator, essas coisas!
-Você tem o nome da rua e número da casa para me passar?
-É na mesma rua do Restaurante, você tem que vim até o quebra mola...
-Há! Você mora descendo a avenida?
-Sim! Aqui perto da oficina que fica em frente ao quebra mola...
-Ta bom, ja sei mais ou menos onde é; qual a cor da casa?
-Casa branca.
-Mas pode ter mais casas brancas por aí... Mas nós damos um jeito! Só isso?
-Só.
-Obrigado, tchau!

Vocês estão pensando: como seria facil se ele passasse a rua e o número da casa. Sim, seria muito mais facil. Mas o caso é que ele dialogava como se eu fosse o próprio Google Maps e tivesse á minha disposição um banco de vozes memorizadas integrado, onde eu poderia facilmente, e em segundos, identifica-lo e localiza-lo... Vai dizer que isso não parece próprio das novas gerações?  Tambem é coisa de gente de cidade pequena. Como tudo é multifatorial o diálogo é explicado juntando um adolescente da geração information e de cidade pequena.

Sou otimista e entusiasta em relação á tecnologias que facilitem nosso dia-a-dia, mas tem gente que parece viver em um Second Life Hi-Tech. Por outro lado é bom ver que as novas gerações estão se adiantando (as vezes bastante) ás novas tecnologias...

De qualquer maneira o diálogo foi engraçado!

Um comentário:

  1. E como era de se esperar a casa não foi encontrada!kkkkkkk O velho endereço e número da casa ainda não pode ser substituído!! hehe

    ResponderExcluir

Comente o que achou da postagem ou conte-nos algo!