18 setembro 2010

A Escola Mata A Criatividade!

Todas as crianças são criativas, o problema é conseguir continuar criativas enquanto crescem...

Todos ja ouvimos falar de histórias engraçadas e extremamente criativas que os pais, avós, professores ou outras pessoas que convivem com crianças pequenas, nos contam, perplexas. Essas histórias cotidianas de convivencia e aprendizado infantis são tão criativas que muitas vezes são contadas pelo fato de não acreditarmos que veio de crianças tão novas. Mas porque a criatividade parece diminuir enquanto envelhecemos? Isso é biológico? Ou social, uma causa do sistema de educação vigente? 

O mais provável é que seja, pelo menos na maior parte, social. Nosso sistema de ensino é uma herança da Revolução Industrial, baseada totalmente na técnica, necessária para a produção. Criatividade foi trocada por produtividade. Como Ken Robinson enfatiza (ver videos abaixo), todos os sistemas educacionais modernos baseiam-se na mesma hierarquia de importância: Matematica e Linguas, Ciencias Humanas e por último Artes (dança, música, etc.). Nossas habilidades e facilidades inatas não são respeitadas. Uma criança que possui uma habilidade (ou gosto) imensa por música, dança ou artes plásticas, verá essa habilidade negligenciada pelo ensino público, e será prontamente desestimulada pela sociedade a desenvolver ou se dedicar á sua habilidade. Do mesmo modo, esse sistema de ensino desestimula o pensamento crítico, o conhecimento é passado como uma fórmula de bolo ou uma tábua sagrada entregue outrora no monte Sinai, e que não pode ser refletido e analisado criticamente, apenas aprendido de forma mecânica (para ser usado, na prática, para a produção); os métodos de ensino usados são nada mais do que de adestramento. Não estou querendo dizer que as ciencias exatas não são importantes. Muito pelo contrário, elas são a chave para a compreensão do universo, e muitas pessoas possuem habilidades extraordinarias nestes campos; o que quero dizer é que não é justo infligir á todas as pessoas a mesma hierarquia de importância no seu aprendizado. Pois do outro lado acontece a mesma coisa. Muitas pessoas que seriam melhor sucedidas em humanas ou artes são forçadas á seguirem carreiras cientificas. Isso é totalmente desastroso, principalmente quando essas pessoas tornam-se professores de ciencias; muitas crianças (ou jovens) serão, provavelmente, desestimulados. Isso cria um circulo vicioso e culmina no preconceito que muitas pessoas tem com a ciência, achando-a enfadonha e, do outro lado, ás Artes, achando-as desnecessárias.

Assim como nas artes, a criatividade nas ciências exatas e biológicas é essencial. A criatividade e inteligencia andam juntas, pessoas muito inteligentes são muito criativas e vice-versa. Não só a escola, com seus professores mal preparados, rabugentos, sem didatica e sem conhecimentos complementares, mas tambem o estado e toda a sociedade são responsáveis pela educação saudável e assim, pelo crescimento intelectual da nação. Acho que está na hora de repensarmos a educação!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou da postagem ou conte-nos algo!