25 fevereiro 2010

O Clichê Do "Eu Sou Assim..."

De acordo com varios dicionários, clichês são expressões ou frases que de tão utilizadas e repetidas, desgastaram-se e perderam o sentido... É por essa inutilidade ou trivialidade dos clichês que eu não gosto muito deles (e as vezes de quem usa); tambem porque ja me desgastei com pessoas que ficaram teimando em cima deles, achando que estavam certas ao utilizarem esses chavões como argumento!

Com certeza todo mundo ja ouviu alguem se defender com algum deles, o mais famoso é aquele quando a pessoa diz: "ha eu sou assim, vc tem que me aceitar do jeito que sou..."

Para essas pessoas e para quem, intuitivamente, nao gosta desse clichê, aqui vai um texto muito bom que achei na net (ainda nao achei a fonte).

Eu Sou Assim!

Quem diz “eu sou assim...”, faz de conta que não está pensando, faz de conta que não possui liberdade de escolha, faz de conta que há algo programado dentro dela, e que não existem meios de alterar essa programação. A quase totalidade das pessoas que insistem em dizer “eu sou assim...”, têm receio de mudar e são complacentes com elas próprias, agindo como um avestruz, colocando a cabeça em um buraco no chão...

Mas nós nunca "somos" coisa alguma. Sempre estamos. Estamos jovens, estamos sadios, estamos acordados, estamos educados, estamos esforçados, estamos atentos, estamos felizes e assim por diante. O que "está" pode ser mudado, mas o que "é" não pode.

Há uma enorme diferença entre "ser e estar". Quando dizemos que estamos sem dinheiro, estamos solitários, estamos tristes, estamos sem imaginação, estamos com problemas... deixamos claro para os outros (e para nós mesmos) que esta é uma condição transitória e que estamos trabalhando para mudar o quadro. Dizer: "eu estou acima do peso" é muito diferente de dizer "eu sou gordo".

Quando usamos o verbo "ser", definimos uma condição de vida que independe de nossa vontade. Sou do planeta Terra: é uma condição imutável. Estou na França: é uma condição transitória.

Escute o que você diz para os outros e para sua própria mente. Se você disser algo começando com a frase "eu sou assim mesmo..." verifique imediatamente se não está somente tentando explicar o inexplicável para seu próprio coração. Não tente se enganar, porque, no fundo, você vai saber que é uma afirmação falsa.

Somente quem muda, sobrevive. Como diz William Shakespeare: "Ser ou Não Ser? Eis a questão".

Neste caso, é a sua questão, porque é a sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou da postagem ou conte-nos algo!